quinta-feira, 27 de agosto de 2009

voto de tolo


" Quando a Deus fizeres algum voto, não tardes em cumpri-lo; porque não se agrada de tolos. O que votares, paga-o. Melhor é que não votes do que votares e não pagares. Não consintas que a tua boca faça pecar a tua carne, nem digas na presença do anjo que foi erro; por que razão se iraria Deus contra a tua voz, e destruiria a obra das tuas mãos?"
ECLESIASTES 5:4-6

Na minha vida cristã tenho percebido muitas pessoas cristãs e não cristãs sofrendo por não cumprir os votos que fizeram a Deus.
A parte de Deus é a do impossível, da bênção, da solução, da esperança, do recomeço.
O interessante de tudo é que a parte de Deus no acordo é sempre cumprida de maneira maravilhosa.
Já vi Deus curar uma criança condenada à morte enquanto seus pais, de joelhos num hospital, votavam buscar a Deus em primeiro lugar em suas vidas.
Já vi Deus abrir as portas da prisão a um detento que em oração votou dedicar sua liberdade em buscá-Lo.
Já vi Deus fazer prosperar um pai de família que votou horá-Lo com seus bens.
Mas infelizmente todos esses se esqueceram da condição que colocaram diante de Deus e após receberem a bênção, não levaram a sério o voto que fizeram.
Tolos! Perderam filhos, liberdade, bens.

Nenhum comentário: